jusbrasil.com.br
15 de Dezembro de 2017
    Adicione tópicos

    Voluntários da Seccional atuam em mutirão de casos de violência doméstica em todo o DF

    OAB - Seccional Distrito Federal
    ano passado

    Brasília, 22/8/2016 – Com participação efetiva de advogados voluntários da Seccional da OAB/DF, a V Semana Nacional Justiça pela Paz em Casa, convocada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), terminou na última sexta-feira (19) com êxito nos tribunais de justiça do Distrito Federal. Ao todo, 59 advogados voluntários da Seccional atuaram em 165 casos entre os dias 15 e 19 de agosto, período em que os tribunais de Justiça de todo o país deram atenção especial às ações envolvendo casos de violência doméstica.

    A vice-presidente da OAB/DF, Daniela Teixeira, disse que a participação da entidade é a resposta a uma convocação histórica e que a Ordem cumpriu seu papel. “A paz da sociedade começa com a paz em casa! A OAB cumpriu o seu papel constitucional de entidade essencial à Justiça”, ressaltou Daniela Teixeira, que também elogiou o trabalho dos advogados. “Agradeço a todos e a cada um dos voluntários que trabalharam incansavelmente. Vocês engrandecem nossa casa!”.

    Coordenadora do Centro Judiciário da Mulher do Distrito Federal (CMJ/DF), Luciana Lopes Rocha explicou que a Lei Maria da Penha impõe obrigatoriedade de defensor em prol dos autores dos fatos. Além disso, criou como um dos mecanismos específicos para proteger mulheres em situação de violência doméstica e familiar, a imprescindibilidade de advogado, no acompanhamento da vítima, em todos atos processuais, cíveis e criminais. Situação que muitas vezes acaba demorando o andamento dos processos por conta da grande demanda e da ausência de defensores que supram essa carência.

    A coordenadora do CMJ/DF elogiou a atuação da Ordem. “Parabenizo a OAB/DF pela iniciativa de celebrar parceria com Tribunal de Justiça do DF, por meio do CJM-DF, e pela participação efetiva de advogados voluntários nas audiências criminais, além da presença constante nos diversos eventos ocorridos na extensa programação desta V semana da Justiça pela Paz em Casa”.

    O projeto partiu da ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF). A ministra, a partir de 12 de setembro, será a segunda mulher a assumir o cargo de presidente da mais alta Corte de Justiça do País. Os voluntários fizeram um curso de capacitação e o esforço foi centrado para fazer com que denúncias fossem apuradas e julgadas com maior celeridade.

    Durante toda a semana, a Seccional selecionou uma coordenadora, que percorreu as regiões administrativas do Gama, Núcleo Bandeirante, Planaltina, Recanto das Emas, Santa Maria, Sobradinho e Taguatinga. A advogada e uma das coordenadoras das audiências, Thayrane Silva, ressaltou o trabalho profícuo e engajado dos voluntários. “Agradeço aos voluntários. Foi um trabalho maravilhoso. Uma semana intensa. Conseguimos! Fico honrada em trabalhar ao lado de pessoas tão maravilhosas e dedicadas”.

    Para uma das vítimas atendida e acompanhada pela advogada Ludmila Rabelo, na Vara de Violência Doméstica de Sobradinho, o apoio encontrado na defesa da Ordem fez o diferencial na audiência. “Eu achei importante ter esse apoio, me deu mais segurança para participar da audiência. Gostaria de agradecer a advogada que me deu essa força para passar por este momento difícil”, relatou Ângela Maria Liodoro.

    Em Santa Maria, a juíza Gislaine Carneiro Campos Reis, do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Santa Maria, agradeceu o empenho da OAB/DF nas audiências. “O engajamento da OAB na campanha justiça pela paz em casa, com a participação de tantos voluntários com compromisso não só jurídico mas também com a dimensão humanista e social de toda a problemática que envolve a violência doméstica, é digna de aplausos!”.

    Depoimentos dos voluntários:

    “Fiquei muito feliz e honrada por ter participado deste mutirão. Foi de muito aprendizado. No próximo, com certeza estarei presente, contribuindo.”Advogada Yrá Lima

    “Foi fantástico participar deste mutirão pela paz e desse grupo com voluntários maravilhosos.”
    Advogada Alessandra Uzuelli

    “Pudemos perceber o empoderamento das meninas, de 13 e 14 anos, com suas medidas protetivas nas mãos e o medo suavizando nos rostos das duas mães que acompanhamos. Com certeza, a OAB/DF, com seus advogados voluntários, fizeram a diferença nesse mutirão.”Advogada Magaly Palhares

    “Nas audiências em Planaltina, fiz o atendimento de uma vítima de estupro que teve a coragem de denunciar para proteger a irmã de sete anos, que já estava começando a ser vítima desse crime hediondo. Pude ver e aprender com ela que sempre é tempo de justiça. Ela é um exemplo de coragem e força, que mesmo com a proximidade de seu algoz, estava lá, disposta a proteger a irmã. Que possamos ter mais ações como estas, que consigamos levar a efetiva justiça.”Advogada Juliana Bandeira

    “Participei do Mutirão Paz em Casa com a certeza de que podemos fazer toda a diferença na vida de mulheres que independente de classe social, profissão ou crença, efetivamente passam por todo o tipo de violência. A sensação de dever cumprido ao final de um dia com mais de 17 audiências é indescritível!”Advogada Talita Lacerda

    “O mutirão foi um evento que, além de ter um grande alcance social e jurídico, teve a realização pessoal de cada um dos advogados envolvidos. Acredito que a maior missão na advocacia é a paz social. Essa missão foi atingida com excelência!”
    Elaine Mazzaro

    Equipe que atuou na V Semana Nacional pela Paz em Casa

    CoordenaçãoDaniela Teixeira
    Cristina Tubino
    Thayrane Silva
    Elaine Mazzaro
    Patrícia Zapponi
    Évylin de Oliveira
    Roberta Silva
    Voluntários
    Alessandra Uzuelli
    Alexandra Moreschi
    Aline Radica
    Aline Silva
    Arthur S Ruela
    Camila Reis
    Cejana Caiado
    Chryssie Calvacante
    Cristiana Aragão
    Cristiane Damasceno
    Dinalva Almeida
    Glauber Nassar
    Ildecer Amorim
    Juliana Oliveira
    Karina Aguiar Lopes
    Kleyne Karenina
    Leonor Ribeiro
    Loyane Moreira
    Luciane Gomes
    Ludmila Rabelo
    Madson Queiroz
    Magaly A. Palhares
    Márcio Almeida
    Mariana Viana
    Marilia Brambilia
    Maxmiliam Patriota
    Mikaela Minare
    Nátally Oliveira
    Nery Kluwe De Aguiar
    Nubia Bragança
    Patrícia Zapponi
    Pedro França
    Pedro Young
    Roberta Silva
    Rosangela S Felipe
    Roxane Alves
    Shirlei Lins
    Simone Garcia
    Sirleynaya Lopes
    Talita Lacerda
    Talita Marciel
    Yra Lima

    Comunicação Social – Jornalismo
    OAB/DF

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)